Um pouco de mim…

InstagramCapture_2eb02e55-7be1-4c1a-ab8f-178f84cfca44

Como dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, aí esta uma prova disso.
Um pouquinho de mim em cada objeto.
E assim você sabe quem sou.

#La vie est belle
#Livro
#Moda
#Maybelline red lipstick
#Sunglasses
#Rings
#Esrrings
#Nécessaire
#Listras
#Pincéis
#Makeup

Me segue ;)

wp_ss_20160513_0005

E aí, curtindo muito o sábado? Espero que sim!

Vim aqui hoje te fazer um convite:

Como sei que você adora meu cantinho tanto quanto eu, o que acha de ficarmos mais juntinhos ainda?

Como?

Me seguindo no Instagram, amiga!
Sempre tem novidades!

Acesse: @linetebino

Te espero lá!
Xero!

Por onde andei em Vegas

WP_20160120_062
Andei e andei muito! Rsss praticamente os 6km da Strip Boulevard todo a pé.
Mas…
Assim que pude sair e explorar a Strip Boulevard fui entrando de hotel em hotel. As passarelas facilitam muito nosso trajeto por Las Vegas, e como esta tudo interligado não tem como você se perder. O único problema é que são tantas atrações, é tudo tão grande e bonito que seus olhos se perdem com tanta coisa pra se ver. Eu fiquei apenas uma semana, sim APENAS uma semana porque não deu tempo ver tudo! Fui em apenas alguns hoteis não por falta de vontade, mas por falta de tempo! Rsss… Tinha dias que saia 11:00 da manhã, chegava 00:00 e não dava conta de ver tudo que queria. Mas basicamente fui nos seguintes hotéis:
Excalibur, é óbvio!
Tema: Rei Arthur. Simples, mas te faz se sentir uma princesa! Os atendentes são muito gentis, sempre dispostos a ajudar você em qualquer coisa. Os quartos são muito limpos. E se você quiser sair e ter a certeza que estará mais limpo ainda quando chegar, deixe um dólar para a camareira com um bilhetinho dizendo que é pra ela ;). Dica do Júlio que vale a pena seguir. E isso serve para tudo: Motorista, atendente da lanchonete, etc. Nunca esqueça da gorjeta! E se me perguntarem se voltaria ao Excalibur, a resposta seria SIM. Há muitos comentários desagradáveis, mas sinceramente não vi nada daquilo, muito pelo contrário. Minha estadia lá foi muito tranquila. Super recomendo!
New York New York
Tema: The big Apple
Você se sente em Nova Iorque desde a parte de fora quanto por dentro. A arquitetura é toda dos arranha-céus de NY. Há também uma montanha russa que envolve o hotel e uma réplica da Estátua da liberdade com um jardim lindo ao redor, super bem cuidado! Na parte interna do hotel há uma área que recria os cafés de NY. Um charme!
E o Luxor! O hotel Luxor tem como tema o Egito! Gente do céu, o que é aquela pirâmide!? Há uma pirâmide enorme com casinos, praça de alimentação, lojas e o mezanino que quase caio da escada olhando aquela pirâmide por dentro! E no mezanino estava tendo uma exposição sobre o Titanic. Linda! Contando tudo do navio desde 1907 com a ideia da construção até hoje em dia com a preservação da história. Quando você entra tudo te faz levar a crer que está dentro do navio mesmo: O som das máquinas, o movimento do navio na água, a temperatura! Um sonho! Ao final você tem uma lista com os passageiros da 1, 2 e 3 classes e você vê se o passageiro da sua passagem (ticket) sobreviveu ou não.

Tirada com Lumia Selfie
Tirada com Lumia Selfie

Como peguei uns panfletos com promoções na rua, meu ticket saiu por uns $35,00 mais ou menos. Quando você for para Vegas fique ligado nesses panfletos: Eles dão descontos mesmo! Então aproveite 😉
Mas há muitas atrações na rua que você pode apreciar sem pagar:
As fontes do Bellagio, que eu achei mais bonita a noite.
A réplica da Torre Eiffel que fica no hotel Paris, e o grande leão de bronze do MGM. São magníficos! Quando vi o leão fiquei boquiaberta!
Há também muitos artistas na rua. Músicos maravilhosos que fazem sua música ecoar pela rua deixando Vegas muito mais animada. Performances de Michael Jackson e Elvis Presley também. Até Mickey e Minnie, eu vi por lá!
Andando mais um pouquinho há a loja a primeira loja Ross e a farmácia Walgreens. Ah, como eu amei a Ross! Um moooonte de roupa, bolsa, sapato e beeeem baratinho!
Bem mais para frente você tem o hotel Venetian : O meu favorito!!! Me arrepio todinha quando lembro! Antes de entrar nele, fui ao museu de cera Madame Tussaids. Lembra que falei dos panfletos de promoção? Então! Usei aqui de novo e meu ingresso ficou por $29,00. Espero que não tenha câmera lá porque o que eu dancei, cantei, gritei e conversei com as estátuas não foi brincadeira! Kkkkkk Gente, é impossível não agir assim! Quando vi DiCaprio sai gritando: Amor da minha vida! Abracei! Ele foi o amor da minha adolescência, me julguem! George Cloney. Madonna. E claro, Celine!
E quando você sai da de cara com Woop Goldberg te esperando na entrada da loja de souvenires rsss. Muito massa!
Do lado de fora já me encantei com a música italiana que toca na calçada do hotel. Entro e mais uma vez quase caio da escada rolante por causa das replicas de pinturas de Michelangelo no teto do hotel. O hotel é ENORME por pouco não me perco! Você anda, anda, anda e não tem fim. Depois você chega na parte das lojas que formam vielas, e por essas vielas há córregos por onde as gôndolas passam. E o teto? Um céu lindo!!! Amei tanto me sentir em Veneza que fui duas vezes. A primeira sozinha, e a ultima com Giedre e a madrinha dela que conheci durante o passeio noturno que já foi no penúltimo dia.
No antepenúltimo dia fiz o percurso do Excalibur até a segunda loja do Ross a pé. Quase 6km a pé. Parece que tô vendo Júlio dizendo: Você é louca? Andar tudo isso a pé!! Hahahaha sou mesmo, gente! Fui porque cismei que queria um sobretudo preto que tinha visto na primeira loja Ross e não tinha meu número. Daí aproveitei e vi muita coisa. Posso dizer que conheço a Strip como a palma da minha mão. No fim, cheguei estrupiada mas com um sobretudo vinho lindo!!! 00:30 e o policial na entrada do hotel olhando pra mim e pensando: Essa hora, mocinha? Tava aprontando Hahahaha! Mas como dizem: What happens in Vegas, stays in Vegas!
No penúltimo dia fui para o passeio noturno. Detalhe: Quase não vou porque me entreti no NY NY e só sai umas 17:30 (dia que a chuva me pegou, lembra?). Sai correndo para me arrumar e já viu, né? Júlio doido atrás de mim e eu me emperiquitando! Kkkkk mas deu tudo certo. Ufa! Fomos para o Fremont, a parte antiga de Vegas. Onde tudo começou. Lá sim, você vê de tudo! Desde lanchonete com tema de hospital e um monte de enfermeira dando palmadas em quem não comer tudo até homem de fralda dançando! Kkkk
Tem maquina de fazer ouro… Tipo, você coloca $50,00 e recebe uma pepita de ouro equivalente a quantidade de dinheiro.
Ah! As famosas capelinhas ficam perto de lá.
No último dia fui tomar café com Giedre e fomos passear. Dessa vez peguei ônibus. Fomos para o Venetian. Será que eu gostei de lá? Rsss. De lá fomos para o Encore e Wynn. E o Mirage também. O Encore e Wynn são lindos! Orientais. No Mirage há o espetáculo sobre os Beatles. Almoçamos e voltamos. 15:00. Meu check out já tinha sido as 11:00 e advinha? Minhas coisas já estavam com a segurança do hotel!
Nota mental: Lembrar de verificar a hora do check out para não passar quase 3dias sem tomar banho para chegar em casa! Sim, amiga! Sai na Quarta e cheguei na Sexta. Morta! No Panamá comprei uns lencinhos francês e tomei um banho de gato quando cheguei em Recife. Mas isso fica entre nós, ta? Para todos os efeitos cheguei Dhiva dos States…

WP_20160122_001

Ao terminar o post fiquei pensando no título: Por andei em Vegas… E pensando bem… Por andei em Vegas vi muita educação e gentileza por parte dos americanos, principalmente com relação às mulheres. Vi ruas limpas. Monumentos bem cuidados e conservados. Vi muita segurança. Vi muita coisa que gostaria de ver aqui. Vi que os latinos são muito mal educados! Vi que os coroas americanos são muito gorgeous! Hahahaha

P.s.: Fiz o post ao som de Charles Rangel, um músico californiano muito cute, que queria meu phone number ao invés dos poucos dólares que tinha no bolso pelo seu CD…  Quem sabe nos encontramos por aí.
Xero!
Lee

Viva Las Vegas

Essa semana me peguei olhando a minha malinha e todos os panfletos que trouxe de Vegas… Pude até sentir o cheiro de lá… Deu uma saudade. Então resolvi compartilhar minha saga por Las Vegas com vocês. Costumo dizer que sou uma princesa moderna: fui parar num castelo (o hotel Excalibur é um castelo) sozinha e sem nenhum príncipe, ou pretensão de encontrar um rsss. Fui me dar de presente um tempo só pra mim.

E aí, bora viajar? Simbora!

Tudo começou no início do ano passado (2015) quando passei pela CVC e peguei dois panfletos, um sobre Las Vegas e outro de Nova Iorque.

Namorei os dois por muito tempo, mas Vegas me conquistou por dois motivos: Celine Dion (minha Diva) e o fato de não ouvir muita gente (que conheço) falando de lá.

Em julho comprei a mala… Em Agosto a bolsa…

E comecei a estudar muito a respeito. Rabisquei o folheto todinho! Então, assim que Celine voltou a fazer os shows no Caesers Palace, eu pensei: Eu vou ver Celine. Ponto final. Isso foi em Agosto. Em Setembro tirei o passaporte e comecei a odisséia para tirar o visto…

Foi uma verdadeira odisséia tirar esse visto para os EUA porque fui quatro vezes a Recife para conseguir. A primeira tentativa foi negada. Sai de lá arrasada. Chorei sem parar de lá para Campina. Ou seja, 4 horas de ônibus, sozinha e morrendo de tanto chorar. Mas porque foi negado? Simples: Eu não entendia o que o cônsul falava por causa do áudio que estava horrível e fui muito sucinta. Então pra ele, minha viagem não tinha para que acontecer. Me entregou uma carta lá e eu sai tontinha sem entender nada. Beleza. Eu desisti? Jamais! Voltei pra casa. Preenchi novamente todas aquelas plataformas que perguntam sobre sua vó, até se você já fez xixi na cama (brincadeira! Hahahaha). Paguei tuuudo de novo. E fui mais uma vez. Mas dessa vez, Linete Bino foi com tudo, meu amor! Levei um monte de documento, falei em inglês e o melhor: Dessa vez fui para a consulesa que me disseram para não ir porque ela perguntava demais. Pensei: Pois será ela que vai me dar o visto. O áudio dela tava perfeito. Falei, falei, falei, mostrei, provei e ela me deu. Com lágrimas nos olhos e a voz embargada falei pra ela: Obrigada por me ajudar o meu sonho!

Sonho que desde criança alimento. Sonho de conhecer os Estados Unidos da América. Me arrepio todinha quando falo.

E vim embora. Fiz amizade com um taxista, Daniel, que também gosta de Celine e de música boa. Ele nem deve lembrar de mim. Assim como Roney, que me deu a maior força. Mas eu lembro deles por fazerem parte dessa jornada.

Já no ônibus falo com o meu agente Abrãao (um amor, excelente profissional!) para já dar entrada nos papéis. Isso foi no final de Outubro, se liga aí. Em Novembro já fecho tudo e começo a me preparar para a viagem. Detalhe: Fiz T U D O S O Z I N H A, que fique bem claro.

Eu nunca tinha viajado para fora do país e nem de avião. Não sabia nem por onde começar. Então sai pesquisando na internet mesmo, porque encontrar alguém que me oriente e me ajude é a coisa mais difícil da galáxia. Passei horas lendo, pesquisando, o que podia, o que não podia, o que fazer, o que não fazer, como se comportar… Ufa! Foi peso! Mas foi aí que conheci o John Frieda e o site (blog) Futilish da Constanza Fernandez, que amo e admiro muito! Porque me disseram que seria bom não levar líquido, por exemplo, e o melhor seria comprar lá. Daí, lá vai Linete pesquisar shampoo, sabonete, blah, blah, blah… E assim fiquei Novembro, Dezembro e Janeiro.

Eita, chegou Janeiro! Vegas aí vou eu. Morrendo de medo! Mas com minha cara modo “tudo ótimo” on, mas só Deus sabe como tava por dentro! Sai na Quinta-feira (14) as 14:00 para pegar um ônibus para Recife, e da rodoviária para o aeroporto. O que levou umas 5 horas, mais ou menos. Meu voo sairia de 1:21 da manhã do dia 15, viajei de madrugada para o Panamá e de lá para Vegas.

No trajeto de Campina para Recife conheço dona Marluce, um amor de pessoa e uma cozinheira de mão-cheia! Que foi conversando comigo até lá, ela nem imagina como me ajudou. Tá certo que eu mais ouvi que falei, como sempre rsss, mas foi bom escutar as histórias dela aqui em Campina, Recife, conhecer a família, ouvir sobre a mãe dela que tinha desencarnado… Enfim… Mais uma personagem na minha viagem. Trocamos telefone, espero revê-la quando for a Recife novamente.

Chegando no aeroporto foram mais algumas horas de espera. Então resolvi dar uma olhadinha no Face. Pra que?!! Vejo a notícia que René, marido e empresário de Celine, tinha acabado de falecer. Fazia apenas uma hora que tinham divulgado! E agora? Não vou mais! Vou voltar pra casa. Fiz tudo isso para ver Celine e não vou conseguir? Caramba! Fiquei muito irada! Mandei mensagem para o meu agente, liguei pra mainha, falei com uma amiga e nesse momento de caos resolvi ir. Afinal já estava pagando mesmo. Fui. Não dormi. Mais de 6 horas de voo, de madrugada, um frio danado e eu não preguei o olho. Chegamos no Panamá. Quase 8:00. Andei um pouco. E as 9:00 já estava no outro avião para Vegas. Chegamos lá umas 14:00 mais ou menos, fiz amizade com uma advogada muito gente boa que estava indo com o marido e três filhos.

WP_20160114_007
Passagens em mãos não tem mais pra onde correr rsss

E lá vamos nós fazer uma entrevista… Mais uma… Ai ai. Eu brinco, mas eu entendo e apoio toda essa segurança! Eles estão certíssimos!

E lá vou eu para a entrevista. Fui com a cara e com a coragem! E todo o meu inglês! Falei, falei e falei. Mostrei pra onde ia e quando voltaria. “E porque você esta vindo? Porque eu mereço! Eu estudei muito! Eu me esforcei muito para estar aqui! Estou me dando esse presente! E dia 20 estarei indo embora para o Brasil!”

E ele me olhando e carimbando. “Seja muito bem vinda a Las Vegas!” Aaaaahhhhhhh!!!! Deu uma vontade sair gritando e pulando de tanta felicidade! Mas me contive, fiz meu papel de Lady, agradeci e sai pelos corredores do MC Carran sem nem saber por onde ir direito. Mas fui! Ah, tem tantas imagens bonitas nos corredores sobre Vegas… Você já vai entrando no clima! Uhu! Lembrei que tinha um senhor do meu lado, tentei puxar conversa mas ele não falava inglês e eu não entendia o espanhol dele que era muito carregado. Mas uma coisa nos fez entender um ao outro: O sorriso no rosto de quem esta prestes a entrar em Vegas!

Viva Las Vegas, Viva Las Vegas (cantando Elvis!!!)

Dou de cara com Júlio, meu anjo, quero dizer, guia. Um senhor muito gentil e atencioso que começa a me explicar como tudo acontece, o que tenho de fazer, pra onde vou.. Muita coisa para quem passou 24 viajando! Chego no carro, Júlio se despede, e o sol e o frio de Vegas me abraçam. Meu Deus, que céu lindo! Que dia lindo! Lindo!

Em pouco tempo já estou no Excalibur. Meu lar por 5 dias. Do lado temos o Luxor com o tema do Egito, e o New York New York com o tema da Big Apple.

WP_20160116_025
Tirei essa foto na primeira noite, perto do MGM.

 

Ao ver o Excalibur já me apaixono. Meu castelo! Quando entro aquele cheiro delicioso me toma de vez. Muitos reclamam, mas eu amei o cheiro de Vegas.

Cheguei sob o efeito do jet leg e não sabia nem meu nome. Olhos vermelhos e ardendo. Tonta. Lesa, em bom nordestinês rsss. Fiz o check-in e fui pra o quarto. Simples, mas lindo. Limpo. E o atendimento maravilhoso!

IMG-20160115-WA0004
Meu quartinho lindo!

Primeira providência: Comprar artigos de primeira necessidade!

Shampoo, sabonete, desodorante, hidratante, etc. Fui sem mapa, sem nada seguindo o que via. Completamente admirada com as luzes de Vegas, as pessoas pra lá e pra cá. Cheguei na Walgreens. Que tudo! Pesquisei. Olhei. E fui atendida pela Sheila. Muito simpática e gentil, me ajudou com tudo. E ainda disse que eu sou muito bonita… Depois de 24 horas viajando sem pregar o olho é bom ouvir isso! Hahahaha Aliás, escutei tanto isso lá que estou começando a achar que é verdade rsss. Nunca fui tão paquerada em toda a minha vida! Sério!

Voltei, tomei um belo banho e descansei vendo as Kardishians Hahahaha

Já acordo admirando os raios de sol batendo nas montanhas. Um espetáculo!

IMG-20160117-WA0001
Nascer do sol visto da janela do meu quarto

Desço, e degusto um delicioso Cheese Danish com café. Vendido por uma filipina muito simpática, que até hoje não acredita que sou brasileira e sim filipina por causa dos meus traços Hahahaha.

Pois é, não tenho cara de brasileira, gente. Sou baixinha, clara e com olhos puxados. Não tenho descendência nenhuma oriental. Sou a mistura de índio com branco e negro. Loucura, né? Mas foi bom, por um lado, não ser parecida com o que chamam de “brasileira”. Pra eles, somos todas passistas de escola de samba (mulatas gostosas) e bitches. Isso mesmo, bitches. Porque é essa a imagem da brasileira que mandam para o mundo. E eu não tenho esse padrão, daí estranhavam quando dizia ser brasileira.

Momento de reconhecimento passado, vamos explorar a Strip (nome dado a avenida principal). Lá tem de tudo que você imaginar. Tudo mesmo!

Como tinha pouco dinheiro, e fui conhecer mesmo, fiz tudo a pé. Entrava e saia dos hoteis, casinos, lojas, passarelas… Fiz quase 6 km a pé e posso dizer que vivi a Strip em todos os seus sentidos. Vi Michael Jackson, mendigos, artistas incríveis, Elvis, peguei todos os panfletos que pude, fui paquerada demais rsss como nunca fui aqui, senti frio, dor nos pés, minhas mãos ressecaram a ponto de quase sangrar, escutei muita música legal na rua… Sim, na rua! Além dos músicos sensacionais que tocam em troca de alguns dólares, há pequenas caixas de som nos postes e jardins dos hotéis. Só usei ônibus no último dia com a Giedre e a madrinha dela. Nos conhecemos no passeio noturno que a agência nos deu. Duas pessoas muito legais que guardo no coração mesmo!

Tirada com Lumia Selfie
A chuva me pegou quando ia saindo do NY NY hahahaha. aí estou na passarela que liga o Ny NY ao MGM. Tirada com Lumia Selfie
WP_20160120_024
Fonte em frente ao hotel Venetian. O mais lindo de todos!

Essas coisas você não vê de carro ou de ônibus. O melhor é ir curtindo Vegas on foot mesmo e sentindo a cidade em cada esquina…

Próximos posts:

Por onde andei em Vegas

Comprinhas em Vegas

Guloseimas de Vegas

E aí, curtiu? Espero que sim 😉

Xero!

Lee